fbpx

Moinho de Avis – O Lindo Gigante da Serra de Montejunto

Moinho de Avis – O Lindo Gigante da Serra de Montejunto

Moinho de Avis - Serra de Montejunto - Cadaval - Portugal - Alma de Aventureiros

O Moinho de Avis, situado bem no alto da Serra de Montejunto, é o maior dos moinhos vivos portugueses e seguramente um dos com mais encanto.

 

Um destes fins-de-semana, fomos à descoberta da maior das serras da região da Extremadura; a Serra de Montejunto, em busca de velhos gigantes de velas ao vento, de vistas deslumbrantes e o que de melhor a serra tivesse para nos maravilhar! O que encontrámos por lá, e desde um dos seus pontos mais altos, foi uma paisagem edílica absolutamente fantástica.  

 

Chegámos já de noite, e se ainda assim não poderíamos pedir uma melhor visão a todo o redor sob um manto de estrelas, o mais surpreendente, foi termos adormecido ao som das melodias que eram entoadas pelos búzios de um gigante moinho, do qual ainda só lhe contemplávamos a sua nobre silhueta recortada sobre o horizonte!

Mas o maior dos espetáculos, aguardava-nos logo pela manhã, nos momentos que antecipam o despertar do mais belo dos dias que se possa idealizar … assistir ao lento nascer do Sol, desde o alto daquela serra, a dissipação da neblina, os primeiros vislumbres do mar tão distante, os verdes vales repletos de vinhedos ao redor, as pequenas aldeias que despertam e por fim, lá estava ele! Aquele gigante branco e azul, com as suas velas semiabertas, passou a dominar toda a paisagem … como é lindo e mágico o Moinho de Avis.

Ainda de manhã, chegou ao moinho o Senhor Miguel Nobre que nos proporcionou uma visita guiada ao interior.

O Senhor Miguel, além de proprietário e moleiro no Moinho de Avis, é o único artesão certificado no ofício de restauro e manutenção de moinhos de vento em Portugal; um verdadeiro Mestre. Com paixão, lá nos foi apresentando a sua criação; sim … aquele outrora moinho em ruínas, foi todo reconstruído por si … peça a peça, com grande mestria, rigor, bom gosto e carinho. Em cada detalhe, em cada ornamento, em cada pedaço e recanto do Moinho de Avis, é percetível a forma dedicada como tudo foi feito.

Com muita simpatia, explicou-nos cada pormenor do funcionamento do moinho e a intrínseca relação desta arte, com alguns antigos e outros ainda actuais, sistemas de velejamento e manobramento das velas dos navios.  

Mas este artesão não se limitou somente ao restauro do moinho; como isso por si só não fosse obra suficiente, meteu mãos a uma outra obra e abraçou mais um projecto; começou também a semear e colher a sua própria produção de aveia selvagem, unicamente alimentada pelo que a natureza da serra tem para dar! Depois, decidiu lançar a sua marca e comercializá-la … a farinha e os vinhos regionais de Avis.

Diariamente, é para ali que o Mestre Miguel transporta os seus cereais, onde a moagem é também feita por si e posteriormente vendida aos inúmeros visitantes que ali se deslocam propositadamente, para obterem farinha autêntica e confecionar o melhor pão de Portugal; tudo com muita arte ao vento e dedicação deste senhor, que encontrou nesta sua grandiosa obra, o seu retiro de paixão e tranquilidade.  

 

📸 Moinho de Avis – O Lindo Gigante da Serra de Montejunto.

 

Mas o deslumbramento que esta linda serra tinha para nos oferecer, ainda mal havia começado!

O estomago já dava horas e o cheiro do forno a lenha do restaurante ali mesmo ao lado do moinho, não deixava qualquer dúvida de para onde nos teríamos que dirigir … a tradição, diz que não há um bom moinho, sem um curral para guardar o respectivo burro do moleiro! Bem, não encontrámos o burrito, mas encontrámos um dos mais fantásticos restaurantes portugueses onde já estivemos … o Curral do Burro.

Se a vista sobre os vales ao redor da serra desde o seu terraço, é surpreendente, não o é menos a especialidade que nos aguardava … um belo cozido tipicamente português. Mas não é só mais um Cozido à Portuguesa; não. Aqui, é efectivamente especial, pois além de ser feito com muita dedicação, este cozido, é cozinhado dentro de um pão … sim, como não podia deixar de ser, com a farinha do Moinho de Avis!

E porquê com especial dedicação? Porque o seu proprietário, chega logo de madrugada para o começar a confecionar para o almoço, uma vez que demora umas boas e dedicadas, cerca de cinco horas para estar prontinho, no ponto e a horas de ser servido.

Para quem aprecie um excelente atendimento, simpatia, contacto puro com a natureza e queira ir até lá provar o que de melhor se come em Portugal, tem que reservar com antecedência.

 

📸 Moinho de Avis – O Lindo Gigante da Serra de Montejunto.

 

🚗 Como chegar – Localização GPS

 

🍴 Onde comer:

 Restaurante Curral do Burro.

 

🛏 Onde ficar:

Em alojamento / Hotel

 Casa da Eira.

 

Em autocaravana

⇒ Parque de Campismo da Serra de Montejunto.

⇒ Parque de EstacionamentoSem assistência, mas agradável e com parque de merendas.

⇒ Área de Serviço de Autocaravanas (ASA) – Bombeiros Voluntários da Abrigada.

 

📌 Outros pontos de interesse:

⇒ Cadaval | Alenquer | Convento Dominicano | Pragança | Abrigada | Real Fábrica do Gelo | Canhão Cársico da Ota |  

 

 

⇐ Crónica anterior:

Palmela.

Próxima crónica ⇒

Serra de Montejunto

 

 

——- 〈 — 〉 ——-

 

 

Pretende ver a sua região ou o seu negócio, retratado numa das nossas crónicas?

Para as entidades públicas ou privadas, teremos todo o gosto em avaliar a sua proposta e de forma isenta, criar e promover um conteúdo original.

Pretende elaborar um roteiro de viagem à sua medida ou procura um guia que o possa acompanhar e fornecer todo o apoio logístico?

Para particulares ou grupos de pessoas, poderemos criar todo o apoio de que precisa.

 

Contacte-nos: almadeaventureiroscorreio@gmail.com

2 Comments

  1. film izle diz:

    Appreciate you sharing, great blog article. Really thank you! Really Great. Ferdinand Verigan

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *